Busca

Blog



Postado às 2:10 de 11/05/2015
por Dr Roberto Elias
em Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Dr Roberto Elias, Tratamentos

Podem estar aumentados devido a uma série de doenças; a principal causa para aumento dos linfonodos cervicais são as infecções virais; os nódulos que aumentam devido às infecções virais são pequenos, fibroelásticos e móveis.

Infecções bacterianas também podem causar aumentos dos linfonodos cervicais. Geralmente são nódulos maiores e podem evoluir para abscessos do pescoço. Caso isso ocorra é necessária uma internação de urgência para drenagem do abscesso. A bactéria que frequentemente está associada a esse quadro é o estafilococo com origem geralmente no couro cabeludo ou boca. Bactérias anaeróbicas geralmente provêm de abscessos dentários.
Linfonodos aumentados e persistentes (> que 2 semanas) podem ser causados por uma série de afecções:

Eczema atópico
Os linfonodos são com frequência mais proeminentes, localizados nas porções posteriores do pescoço e bilaterais.

Infecções
Mononucleose (EBV), citomegalovirus: cursam com adenomegalias e hepatoesplenomegalia

Tuberculose:nódulos endurecidos; na história clínica relatos de exposição ou contato com indivíduos contaminados. Estão associados sintomas sistêmicos tais como febre, mal estar, perda de peso e falta de ar.

Doença da Arranhadura do Gato: doença causada pela bacteriaBartonellahenselae caracteriza-se por linfonodos macios, outras cadeias linfonodais podem estar acometidas como os linfonodos axilares. Importante na história clínica o antecedente da arranhadura do gato duas semanas antes do aparecimento dos nódulos. Pode existir uma pápula no local da arranhadura.

Toxoplasmose: aumento dos linfonodos associado a sintomas gerais como mal estar e fadiga.

AIDS

Neoplasias Malignas

Linfomas: Linfoma de Hodgkin e não Hodgkin
Leucemias
Neoplasias do Trato Aero Digestivo Superior
Neoplasias Pulmonares, Digestivas e Ginecológicas

Colagenoses

Artrite reumatoide
Lupus eritematoso sistêmico

Investigação:

Adenitepersistente (>2 semanas):
• Hemograma completo.
• Sorologias – EBV, CMV, HIV, Toxoplasmose, Doença da Arranhadura do Gato
• Teste de Mantoux
• Provas reumatológicas
• Tomografia computadorizada de pescoço, tórax e mediastino. Se necessário tomografia do abdomen.
• Biópsia



Comente esta Notícia